Skip to main content

À medida que as tecnologias evoluem, fica cada vez mais claro o papel da representação cartográfica inteligente, como no caso da curva de nível. Esse mapa é um dos responsáveis por garantir a precisão e acurácia principalmente em projetos topográficos, na construção civil. 

Mas afinal, o que é uma curva de nível? Qual o seu objetivo? Onde usá-las? E como gerá-las automaticamente? Essas e outras respostas você irá descobrir neste artigo!

 

O que  é uma curva de nível?

A curva de nível nada mais é do que uma linha que conecta diversos pontos de mesmo valor altimétrico, gerada através do Modelo Digital de Terreno. Quando combinadas, elas ajudam a verificar os níveis de altitude de um terreno ou qualquer irregularidade em sua superfície.

Assim, essas linhas são capazes de formar um mapa topográfico como no exemplo abaixo:

exemplo curvas de nivel mappa

Através destes pontos georreferenciados, a curva de nível fornece uma visão tridimensional da área de interesse. Desta forma, é possível identificar características fundamentais para o seu projeto, como:

  • áreas acidentadas;
  • declividade;
  • diferenças de altitude no terreno;
  • pontos de escoamento.

 

Qual é o objetivo das curvas de nível?

O objetivo da curva de nível é fornecer informações sobre a altitude e irregularidades de um terreno com acurácia e precisão. Através destes dados é possível realizar uma série de análises relevantes principalmente na topografia e na engenharia.

Na engenharia e construção civil, por exemplo, elas são utilizadas principalmente nas etapas de licitação e pré-planejamento garantindo uma boa compreensão da área de interesse. Com  as curvas de nível é possível identificar:

  • Pontos de drenagem;
  • Mudanças na elevação do terreno;
  • Melhores locais para construção, escavação e armazenamento de materiais.
mapa-de-curva-de-nivel-topografia-drones.png

Curva de nível sobreposta a ortomosaico gerados automaticamente na Mappa.

Já na topografia, as curvas de nível são fundamentais para a criação de levantamentos altimétricos e planialtimétricos em uma série de projetos, e alguns dos seus usos são:

  • Elaboração de plantas e esboços,
  • Relatórios topográficos;
  • Cartas topográficas.

E podemos adiantar para você que existe uma forma bem mais fácil e rápida de criá-las, e nós vamos falar sobre isso no próximo tópico deste artigo.

Por fim, a curva de nível também é largamente utilizada na agricultura, em técnicas de plantio que exigem maior conhecimento sobre as elevações do terreno. Assim, fica bem mais fácil evitar problemas como a erosão. Confira mais alguns dos seus usos:

  • projetos de irrigação;
  • sistematização de área;
  • terraceamento;
  • delimitação de bacias hidrográficas.

Agora que você já sabe o que é são as curvas de nível e qual seu objetivo, que tal descobrir uma forma mais automatizada, rápida e precisa de criá-las? Então confira o passo a passo utilizando o mapeamento com drones!

 

Como fazer uma curva de nível no mapeamento com drones?

Fazer uma curva de nível no mapeamento com drones é uma tarefa simples e rápida, basta realizar apenas três passos:

  1. Voo de mapeamento com drone: nessa etapa você irá coletar todas as informações visuais do terreno.
  2. Upload e processamento de imagens: com a ajuda de um software de processamento de imagens como a Mappa, as fotos do seu voo se transformarão em ortomosaicos, curvas de nível, MDT, MDS, e muito mais.
  3. Download da curva de nível: após gerá-la automaticamente, basta fazer o download em formato shapefile e usar em softwares GIS e CAD.

Para conferir como realizar esse passo a passo na prática, basta assistir esse vídeo onde ensinamos como criar mapas topográficos online:

 

Agora que você já sabe o que é uma curva de nível, qual seu objetivo e como gerá-las automaticamente, que tal aprofundar os seus conhecimentos e baixar este material gratuito sobre topografia com drones para iniciantes?