fbpx

MAPPA
MAPPA

Share this post

A pauta ambiental está cada vez mais em alta nas discussões em diversos espaços. Dada a importância do tema, o monitoramento ambiental pode ser visto como um mercado em potencial para profissionais que trabalham com mapeamento aéreo via drones.

O monitoramento com drones já é uma realidade em diversas outras áreas, como a agricultura de precisão e na mineração, por exemplo.

Antes de entrarmos na questão do mapeamento com drones em si, temos que responder uma pergunta:

Como é feito o monitoramento ambiental hoje?

MACRO ESCALA

O monitoramento ambiental se divide basicamente em duas formas de gestão: em micro e macro escalas, de acordo com o espaço e o aprofundamento deste monitoramento.

Em macro escala são analisadas áreas grandes, em estudos específicos e direcionados, geralmente para avaliar impactos e acompanhar o crescimento desses impactos no local. Podemos citar como exemplo o monitoramento de uma espécie que se desenvolve em uma área de preservação.

Já em micro escala, falamos sobre pequenas áreas ou sistemas, como um monitoramento de impacto ambiental de uma fábrica, por exemplo. Este monitoramento é importante para fins de fiscalização.

MICRO ESCALA

Mas de que forma os drones podem ser utilizados no monitoramento ambiental?

Quando pensamos em mapeamento com drones, existem dois fatores que podem ser tomados como regra: drones otimizam o tempo de trabalho e reduzem riscos.

A facilidade de acesso que estes equipamentos entregam em áreas que seriam difíceis para o homem, como matas fechadas, morros e relevos acidentados são a maior vantagem do uso de drones no monitoramento e mapeamento ambiental.

Você consegue imaginar quanto tempo uma equipe de solo demoraria para mapear uma centena de hectares de mata fechada? E como seria feita a fiscalização periódica desse mesmo espaço?

Outro ponto importante é a qualidade das imagens geradas – com câmeras RGB para esse trabalho, o mapeamento pode ser feito com um GSD centimétrico, entre 2 a 10 cm/pixel, o que permite análises e diagnósticos muito mais precisos.

Em quais projetos os drones são mais utilizados?

As oportunidades são muitas: no monitoramento em microescala, você pode monitorar obras, fábricas, áreas urbanas e outros locais de pequena extensão. Já em macroescala, o monitoramento de florestas, zonas protegidas pelo Estado, como parques de preservação, são uma boa pedida do mercado.

 Se você tem interesse por estes serviços, temos um material que pode te ajudar a pensar em soluções para seus clientes.

Chega de perder tempo e se colocar em risco!

Mapeie grandes áreas com segurança, agilidade e precisão usando drones.

Como a Mappa pode me ajudar nesses trabalhos?

O monitoramento ambiental feito com drones vai exigir um trabalho de processamento de imagens – é aqui que entra o trabalho da Mappa.

Com o processamento feito online, que aliás é uma grande vantagem – já explicamos isso em outro texto aqui do blog, você não precisa adquirir nenhum software ou um super computador para realizar o processamento, economizando recursos valiosos que podem ser aplicados em outra etapa do seu negócio.

Além disso, a Mappa lhe entregará resultados diversos para o trabalho de monitoramento ambiental, como o ortomosaico georreferenciado – que facilita a logística dos profissionais, e como os Modelos Digitais de Terreno e Superfície – MDT e MDS, respectivamente. Considerados esses pontos, chegamos à conclusão que…

O futuro do monitoramento ambiental já chegou e deve ser usado em seu favor!

Com os mapas gerados pelos drones você reduzirá riscos, gastos e tempo de trabalho, além de ser um profissional atualizado com o uso da tecnologia – o que sempre é positivo, correto?

Ainda, através das imagens capturadas com os drones, a Mappa apresenta o melhor custo x benefício para o processamento desses trabalhos de monitoramento ambiental. Sabe por quê? O uso da plataforma é gratuito. Experimente!

MAPPA É GRATUITO

Este conteúdo foi útil?

Leia também