Pré-plantio com mapas inteligentes: como fazer

O pré-plantio é uma das etapas mais importantes de um planejamento de safra. Começar um novo ciclo de maneira desorganizada, repetindo erros da safra passada, pode significar mais um ano no zero a zero. Uma maneira maneira prática de realizar o seu pré-plantio é a partir de mapas inteligentes, como os gerados aqui na Mappa.

Quais mapas inteligentes utilizar no pré-plantio? #

Os objetivos do seu pré-plantio devem se basear em correções da área como um todo, para que a próxima safra não sofra dos mesmos problemas.

Portanto, se você teve, por exemplo, problemas com erosão, pode verificar as condições de altimetria da sua área. Pode corrigir aclividades que causaram problemas relativos à escoamento ou acúmulo de água. Também é possível fazer uma limpeza nas plantas daninhas que se desenvolveram ali.

Sendo assim, os mapas inteligentes que você pode gerar na Mappa e utilizar no pré-plantio são:

Análise de Altimetria – conheça a sua área e prepare o terreno #

A Análise de Altimetria feita na plataforma Mappa entregará todas as informações necessárias para a compreensão do relevo da área onde a nova safra será iniciada. Você pode solicitá-la para a nossa equipe ou fazê-la por conta própria, a partir dos resultados do processamento de imagens.

Utilizando como base o Modelo Digital de Terreno (DTM), o Modelo Digital de Superfície (DTS) e as Curvas de Nível, a Análise de Altimetria compreende as variações e particularidades da área e mostra o mapa com dados precisos e georreferenciados.

Com os dados em mãos, é possível antecipar possíveis pontos de erosão, de encharcamento e problemas com drenagem para então realizar obras na área antes do plantio. De mesma forma, permite criar roteiros de trabalho aproveitando o terreno, reduzindo o tráfego de máquinas e gerando economia em amassamento e até mesmo combustível.

Um exemplo clássico do bom uso da altimetria para o plantio é a cultura do café.

No caso do café, por ser cultivado muitas vezes em áreas de relevo acidentado, ou seja, com diferenças de altura notáveis dentro de um mesmo talhão, o mapa de curvas de nível se faz essencial para a definição das linhas de plantio.

Em outros casos, como da soja, o produtor poderá utilizar os resultados da análise para prever áreas de plantio com a medição de talhões e assim corrigir as curvas de nível do terreno, por exemplo.

Identificação de plantas daninhas – deixe a área “zerada” #

Segundo a Embrapa, a presença de plantas daninhas reduz, em média, 15% da produtividade da área plantada.

Em casos críticos, onde não é feito o manejo, as ervas daninhas podem comprometer até 90% da plantação, causando prejuízo enorme ao produtor. Para evitar problemas como esses, o produtor ou consultor agronômico responsável pela área pode utilizar a Análise de Cobertura e a Análise de Identificação de Plantas Daninhas disponível na Mappa, ambas feitas a partir de um ortomosaico.

No primeiro caso, ao verificar o desenvolvimento da vegetação e considerando o contexto de pré-plantio, o que está presente na área não é algo que você pretende cultivar, correto? Dessa forma, a Análise de Cobertura vai mostrar exatamente a área onde existe cobertura vegetal no terreno em questão.

Já a Análise de Identificação de Daninhas reporta a presença de plantas daninhas em relação à área total e pontos críticos identificados com coordenadas, para a melhor tomada de decisão quanto ao seu manejo.

A identificação dessas plantas invasoras, seja por um caminho ou outro, serve como base para a criação de um mapa de aplicação em taxa variável, que servirá como guia de aplicação de herbicidas responsáveis pela limpeza do local. Essa soma de esforços e de inteligência gera grande economia para o produtor, com resultado comprovado no pré-plantio de soja.

Pré-plantio com mapas inteligentes: guia para uma boa safra #

As informações estão disponíveis, afinal, a sua propriedade é fonte delas. Porém, chegar nessa informação pode ser um caminho difícil – com a Mappa, ele se torna prático, com um fluxo automatizado.

Solicite uma conta teste para a sua empresa!

Leia também: Processamento de imagens de drone online: quais as vantagens?